Pesquisar neste blog

quarta-feira, 5 de maio de 2010

“Deixo-vos a paz” (Jo 14,27-31) (04/05/2010)

        Jesus continua a se despedir dos discípulos, e hoje com muito carinho e afeto Ele deseja a paz:"Deixo-vos a paz...mas não a doou como o mundo". E sabendo que sua hora estava próxima e era inevitável, Jesus pede também aos discípulos que não se perturbem e nem se intimidem, que não tivessem medo, pois Ele voltariam, e isso era motivo para se alegrarem. Jesus sabia que sua ausência poderia dispersar os discípulos, que eles sofreriam perseguições, a dificuldades viriam, e a eles caberia a continuidade da missão de Jesus. E Ele dar a seus discípulos a sua paz, não a paz do mundo, mas a sua paz. A paz que daria a eles força para vencer a dificuldades, que os manteria unidos, e confiantes de que não estavam sós.

        É a paz de Cristo, que nos une, que nos faz irmãos, que dá dignidade, que nos permite estar bem como o próximo, com a família, com a comunidade, e consigo mesmo. Quando estamos em paz conosco, é mais fácil estarmos em sintonia com Deus, pois estamos longe do pecado. E o pecado é um motivo de guerra interior muito grande. É importante estarmos em paz, com o coração em paz, e transmitir ao próximo essa paz que dá vida, a paz de Cristo, a paz de Deus. Não podemos culpar ninguém por não estarmos ou vivermos em paz. É bom pararmos alguns momentos, e pensarmos sobre qual a causa de minha guerra interior. Será que sou intolerante, não consigo perdoar, sou vingativo, me acho melhor que outros, não tenho paciência? Todos esses sentimentos nos aprisionam, não nos permite viver. Jesus nos deixa sua paz, então busquemos a reconciliação, o perdão. Procuremos está com coração em paz, estarmos unidos a Deus.

        Todos os dias devemos pedir a paz de Jesus. A paz para mim, para o outro, para as famílias, para mundo. E como nosso mundo necessita de paz! Não a paz que o mundo nos proporciona, pois esta não é verdadeira. Se sinto paz ao adquirir um objeto que há tempo deseja, essa paz passa logo, daqui a pouco vou desejar algo novamente, e isso não acaba nunca, isso aprisiona. A paz verdadeira é a paz Cristo, que nos une ao próximo e a Deus, que liberta da opressão, da injustiça, do consumismo. Se juntos desejarmos e buscarmos essa paz verdadeira, com certeza poderemos observar a diminuição da violência, das perseguições, do ódio, do preconceito, da intolerância, das guerras. Talvez você esteja pensando, isso é um sonho. Tudo bem, mas eu convido a todos vocês para sonharmos juntos com essa paz, assim ela ficará mais próxima, e por Cristo ela venha um dia a ser real.

 

Oração

Senhor Jesus, conduze-me pelos caminhos da tua paz, que é fruto do amor e da justiça, expressões da comunhão. Que a ausência física de Jesus não me deixe perturbado, e sim, seja motivo de alegria, para mim, porque sei que ele nos precedeu junto do Pai.

 

Um forte abraço com muita paz a todos.

 

Elian

MAIS OPÇÕES PARA SACIAR SUA SEDE DE DEUS.

http://liturgiadiariacomentada.blogspot.com/

http://homiliadominical.blogspot.com/

http://reflexaoliturgiadiaria.blogspot.com/



Um comentário:

  1. muito interesante nos ajuda muito a aprofunda nossa reflexão.

    ResponderExcluir