Pesquisar neste blog

Carregando...

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Resistindo às tentações (Mt 4,1-11) (10/02/08)

Resistindo às tentações

        O Evangelho de hoje nos traz algo bem peculiar sobre Jesus: seus pontos fracos. E é isso que entenderemos nas próximas linhas...

        Você já reparou que todos nós temos pontos fracos? Que todos nós temos a tendência a não cair em alguns tipos de erros e pecados, mas temos uma facilidade enorme de cair nos mesmos erros e pecados? É comum encontrar pessoas que dizem que vão ao padre confessar o mesmo pecado inúmeras vezes, prometem tentar não cair naquele pecado, mas pouco tempo depois, caem novamente... Aquele é o ponto fraco, que o "inimigo" tem acesso para começar a fazer outros estragos na vida daquela pessoa. Enquanto você está lendo esse texto, certamente já deve ter lembrado do seu "pecado de estimação"... aquele que você não quer deixar, e por mais que se esforce, acaba caindo novamente... Primeiramente, saiba que você não é o único, eu também sou assim, seus pais também são assim, todos os seus amigos também são assim, seu padre também, a pessoa mais correta que você conhece também, e até o papa também! Por que eu tenho tanta certeza? Porque até Jesus foi tentado! E o detalhe mais interessante é esse: nós sempre somos tentados naquilo que nós mais desejamos INCONSCIENTEMENTE!

        Agora eu lhe pergunto: O que você mais deseja inconscientemente? Qual é aquele desejo que por mais que você tente esconder, ele sempre volta? Qual aquele pensamento que por mais que você procure não trazer ao seu consciente, ele sempre volta quando você menos espera? É o desejo de comer? De dormir e descansar? De se sentir superior? De sentir prazer sexual? De ter riquezas? De aparecer? De mandar? De ter algo que é de outra pessoa? De desejar alguém que não lhe é permitido? De exercer algum tipo de domínio sobre outras pessoas? Sabe qual a notícia ruim? O "inimigo" conhece esse seu desejo, e vai fazer de tudo para facilitar que você ceda a ele... Foi assim com Jesus...

        Jesus foi levado ao deserto pelo Espírito para ser tentado. Depois de 40 dias de jejum, Ele sentiu fome. E foi tentado naquilo que Ele mais desejaria: COMER. Não precisaria ter a presença física do demônio lá com Ele, falando... A tentação deve ter sido feita da mesma forma como é feita a nós: no nosso pensamento. Mas Jesus resistiu à tentação de transformar as pedras em pães (inclusive no episódio da multiplicação dos pães).

        Qual seria o segundo ponto fraco de Jesus? TESTAR O PODER DE SEU PAI DO CÉU. Jesus poderia querer saber até que ponto estaria protegido pelo Pai, para que nada de mal acontecesse a Ele. Mas para que serviria essa demonstração de poder? Para nada! Apenas para satisfazer uma "curiosidade". Então Jesus decidiu não testar o poder de Deus em vão.

        Por fim, o terceiro ponto fraco de Jesus: TER O DOMÍNIO SOBRE TODOS OS REINOS DA TERRA. Esse certamente era o desejo dos judeus da época de Jesus. Todas as pessoas que conviviam com Jesus deviam falar de um "messias libertador" que iria salvar o povo escolhido do poderio de outros povos. E estabeleceria o domínio do povo judeu sobre o mundo. Mas esse não era o plano de Deus. E Jesus decidiu que também nunca cederia a essa tentação. A partir desse momento, Ele se sentiu preparado para enfrentar o mundo, pois sabia que não iria ceder à tentação de conseguir o que precisava se não fosse pelo caminho certo.

        Nesses 40 dias de Quaresma, temos a oportunidade de conhecermos melhor a nós mesmos, assim como Jesus teve. Qual o seu ponto fraco? Descubra e decida nunca mais ceder a tentação de consegui-lo de forma errada. Veja que os três grandes desejos de Jesus foram alcançados ao seu devido tempo. Aliás, o domínio sobre os povos da terra ainda não... então é nesse desejo de Jesus que nós devemos nos empenhar. Só assim seremos construtores do Reino dos Céus.

Jailson Ferreira

jailsonfisio@hotmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário